Pesquisar na Web

Carregando...

Notícias

Loading...

sábado, 9 de março de 2013

Amizade reencontrada

Toda graciosa ela vem de jeito a me envolver com o seu sorriso,  é uma pessoa que sabe agradar, em cada frase, dedicada a servir. O sorriso é sua marca registrada, quando acorda já vem com um bom dia, que transforma dias chuvosos e tristes em maravilhosas manhãs de primavera, o seu falar é como uma canção que agrada e faz a criança dormir num ninar, e quando brava parece a luz divina que trás a segurança no seu jeito e meigo de se expressar. Ela é capaz de transformar tudo em absolutas e grandes verdades que pode mover o mundo numa fantasia de sonhos e realidades, acreditando que o paraíso é logo ali. E nós merecemos mais amor, carinho, caridade e acima de tudo companheirismo.

O seu olhar é algo que nem se deve fixar, pois pode acontecer de nos levar a um labirinto de informações que jamais vamos conseguir decifrar, são certezas absolutas de alegria, ela sabe mostrar o caminho do paraíso num sorriso aberto e franco, que nem precisa de palavras para fazer todos ao seu lado felizes. Uma viagem no tempo faz ela trazer para o presente alguém que mesmo sendo seu fã, não tinha contato, mas essa pessoa sente que a amizade dela é um tesouro que vai ser preservado por toda a eternidade, sendo assim essa amizade foi reencontrada sem nunca ter de fato existido, acontece momentos de profunda sintonia parecendo que são pessoas amigas de infância, quando há essa conexão, nada atrapalha, tudo é motivo de risadas, cumplicidade e muita afinação entre os dois, que por vezes parece um casal, na mais perfeita lua de mel, mas isso é uma grande simpatia existente entre os dois, que faz a terra parecer pequena, o universo é um momento e na galáxia só existem os dois. Um vive para o outro como sendo um só, com o objetivo alcançado, só amor, só carinho, só amizade de fato, de direito e na certeza que todos os momentos são eternos como o amor de Deus pelo infinito.

Sigo extático, só admirando cada traço do seu eu, do seu seu ego, da sua estrutura que permite sonhar, buscar o impossível chegar ao possível e ser feliz por toda uma existência de conquistas e de adoração um pelo outro, contagiando o que por perto passar exalando um perfume juvenil exalado para toda a natureza, num incidente universal de união de povos.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Jóia Rara

Ela tem um corpo coberto por uma cor de porcelana, parece uma boneca que veio do oriente para alegrar a vida, encher a terra com paciência e resignação sem trauma, sem gana, com a certeza que tem o poder de sedução, estampado em seu olhar, se encarar pode saber, é encantado por uma visão única de um universo mostrado por um lindo sorriso de um encantado mundo dominado por uma garota super poderosa que consegue sair de qualquer complicação, sem magoar de um jeito formoso e sensual, ela passa andando quase desfilando de uma maneira simples e cativante, assim como quem não quer nada, mas deixando uma legião de fãs em todos os lugares por onde passa, fazendo o tempo parecer parado, hipnotizando todos por seus movimentos graciosos que enfeitiçam e fazem sonhar. O que muitos não conseguem ler no seu olhar é o ar de tristeza que emana da sua alma, o tesouro que há no seu ser, falta apenas uma pitada de carinho para harmonizar, mantendo uma auréola, como símbolo de pureza que nutre o imaginário e faz o povo a idolatrar, capaz de ser uma estrela do youtube com um canal exclusivo de pura santidade, afetuosa ela esquece os seus sentimentos e se entrega em devaneios e anseios que nem sempre são os seus, nunca esquece os amigos e parceiros mesmo os mais antigos, é como a essência necessária para vida equilibrada de grandes realizações. Todos são igualmente estimados em suas ações, procurando entusiasmo para continuar produzindo um efeito mágico no mundo. O caso é que quando a gente percebe tudo vai tomar um rumo que não se tem controle e por vezes sofre com o que devia gerar alegria, pois se acredita em cada palavra proferida, como se fosse o enredo de uma vida completa, o que na maioria das vezes, não é e nem nunca será, porque vida perfeita é feita de cada momento imperfeito que se cria que se arruma que se ajeita e vai se pelas linhas da existência manipulando a essência do sangue que faz o sopro que o criador nos mostra, uma jóia de extrema realidade.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Parabéns pelos seus 25 anos de trabalho

Há 25 anos a educadora Carmem Geysa iniciou a sua vida na escola, mesmo fora da sala de aula, pois começou a trabalhar no Colégio Municipal de Camacã, em 8 de Fevereiro de 1988, na secretaria do mesmo, por onde ficou por oito anos, até o início de 1996, foi este colégio que deu nome a uma rua em Camacã que é a Passarela do Estudante, neste período ela fez parte da primeira turma de Administração e assinou os primeiros diplomas daquele magnífico estabelecimento que funcionou na Avenida dos Pioneiros onde hoje é o CAPS, ela considerou que foi um tempo maravilhoso, com muitos amigos professores, colegas e eram considerados como uma família, com gratidão agradece e lembra da professora Elizabete Tabosa, que com afeto a ajudou na construção de sua formação  profissional, tornando-a uma pessoa comprometida com os alunos tratando-os com carinho como se fossem  filhos, e sempre buscando defendê-los em qualquer situação, o que às vezes torna-a mau compreendida. A sua saída desta escola se deu por conta da gestão municipal entender que em vez de transferir os vencimentos dela para os recursos do FUNDEB de 40%, forçou-a para colocá-la em sala de aula.

No mesmo ano que Geysa iniciou os seus trabalhos na área de Educação a Rural FM, hoje Regional Sul Fm, entrava no ar em regime experimental e também completa 25 anos no mês de agosto.

Desde os tempos de estudante na então Escola Polivalente de Camacan, Carmem Geysa, sempre foi apaixonada por Teatro, onde participava de várias peças encenadas naquele estabelecimento de ensino e que levou para a vida adulta como ensinamentos e vontade de ir mais longe, até que em 2007 participou de um curso básico patrocinada pela Petrobrás e Prefeitura Municipal de Camacã e assim ela compartilha com todos nós o seu talento em retribuição generosa do que foi investido para os professoras naquela época. O sentimento de paixão que o teatro desperta faz com que as aulas sejam muito mais agradáveis e diversificadas, despertando no aprendiz o gosto pela arte e cultura. Como resultado Participou do Núcleo de Artes de Camacã e do Núcleo de Artes Cênicas do Colégio Estadual Polivalente de Camacã e participações  no Festival artístico-cultural. E como diz Confúcio escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida.

Apresentação de Carmem Geysa - Homenagem a Luiz Gonzaga

Deixando o Colégio Municipal de Camacã, prestou serviços na Escola Semente Viva, naquela época é exclusiva de Educação Especial, foi um tempo de experiências maravilhosas trabalhando com a estimulação da falar de alunos desta instituição, quando auxiliava a fonoaudióloga, foi um tempo curto, mas intenso, assim seguiu a sua trajetória assumindo a direção do Grupo Escolar João XXIII até o ano de 2000.

A partir de 2001 começou uma nova etapa na vida da educadora, foi transferida para a Creche Sofia Peltier, como um delicioso castigo, ela passou a trabalhar junto as crianças pequenas, na época os seus filhos eram da mesma faixa etária nas classes infantis e ainda era perto de casa, foi uma troca de experiência e como sempre gostou de histórias infantis, foi lá que colocou em prática, pois descobriu que as crianças gostam e ficam atentas a cada conto e ainda com a caracterização dos personagens dos pequenos ficam muito empolgados.

Neste período, Carmem Geysa, recebeu uma homenagem da sua tia escritora Bernadete Argôllo, que sabe do seu gosto por histórias infantis, no livro “Quando os Olhos Não Vêem”, os personagens infantis têm os nomes de Geysa, Hargos e Heros, seus filhos, incentivando ainda mais o seu gosto pelos pequenos.

Quando foi diretora, durante dois anos e meio da Creche Sofia Peltier juntamente com as coordenadoras Sofia Guimarães , Jucilene Braga  e Marilú Ferreira, construiu um o histórico da creche que foi a primeira do município e fez bodas de prata, na sua gestão, data tão importante na vida das pessoas ou de instituições,  essa festa de 25 anos foi baseado em Antonio Nóvoa, “Educar Para Que Cada Um Alcance a Própria Plenitude", foi uma festa histórica que ficou marcada na mente de todos.

Em junho de 2012, a sua saída para a diretoria da APLB Sindicato dos Trabalhadores Em Educação do Estado da Bahia, foi festejada como Diretora na Secretaria de Políticas Sociais Intermunicipais, onde pode exercer toda a sua criatividade, mas essa figura carismática não caiu na luta sindical por acaso, ela participou de trabalhos voluntários na APLB em várias eleições, além de participar de reuniões, greves e diversas lutas por todo o estado.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Carnaval

É uma confusão. A começar pela data. Você entende porque o carnaval, não cai na mesma data todos os anos? Para facilitar a sua vida saiba que o domingo de carnaval é sempre sétimo antecedente à Páscoa. Para falar a verdade é difícil conviver com tamanha falta do que fazer, para uns, para outro período curto para desfilar em todas as escolas de sambas e curtir todos os circuitos do carnaval. Uma Grande fuga da realidade. Tem quem gosta. Curioso é saber que ele pára um país. Qualquer coisa, só depois do carnaval. Acredite. Fazer o quê? É uma confusão ordenada. Tem até competição e vence quem tem uma capacidade criadora de surpreender o espectador, algo mágico, como uma música que contagia e fica martelando a cabeça o tempo todo. Algo com um quê de sacanagem. Durante a folia não se ouve muitas histórias, mas depois dela, são tantas que haja paciência. Porém as histórias vão ficando na memória e agitam o Brasil de Norte a Sul. O que fazer durante o carnaval? Alguns preferem ficar em casa, outros descansar, viajar é uma opção preferida por muitos, mas existe também a possibilidade de um retiro espiritual, pobre e infeliz aquele que precisa trabalhar neste período. Para os outros que caem na folia, o carnaval pode até ser um mar de excessos, contudo é um momento único que une todas as tribos num só ritmo. Compasso de alegria é só o que se , as tristeza e mágoas ficam embaixo do tapete escondida no chão da sala daqueles que não se entregam. Por medo da violência ou guardado a sua saúde. A banalização do corpo é geral, comum mesmo é submete-lo a grande castigo quando se pula, grita, agita, mexer-se e mover-se por todo o lado. Atrás do trio elétrico, na Batida da Escola de Samba ou nos passos do frevo. Coitado do corpo. Ficar parado. Impensável. Como também nuncapara pensar em não usar a sexualidade nesta época. Somente pelo prazer momentâneo de alguns dias. Terminado. Espera com saudade o próximo ou daqui a nove meses o produto das decisões sem preservativo, se tiver com sorte. A sorte pode não ser tão boa com você, daí ter uma doença sexualmente transmissível as conhecidas DTS e o pior de tudo, uma fatalidade que trás como certeza pelo menos a morte civil, ficando isolado da sociedade num preconceito sem medida, pedindo a Deus ceifar o que restou da vida. A AIDS está ai, não pode ser ignorada. Diversão não é pecado, o que precisa é a responsabilidade com os excessos. Cautela é tudo que se pode querer num momento em que a razão fica submetida à emoção das massas. Cada um querendo se mostrar melhor. Cuide-se. A vida além de bela é curta.

José Araújo dos Santos – Pequeno
Santos. José Araújo dos. Carnaval. Informativo Cidade, Camacan. 1ª quinzena Março 2006. 2006. Crônica, p. 04.